23/08/2012

Medo.Com



Medo.Com (Fear Dot Com - 2003)
Diretor: William Malone
Elenco: Stephen Dorff, Natascha McElhone, Stephen Rea
Sinopse: Pessoas morrem misteriosamente após visitar um site violento na internet.
Distribuição no Brasil: Columbia Pictures
Download: Medo.Com - Pt 1 Medo.Com - Pt 2
OBS: Juntar as partes com HJ Split

A internet e seus podres profundos. Todos nós sabemos que coisas ruins existem em qualquer lugar. No esporte, no mundo empresarial, na polícia e em qualquer espaço da terra que esteja habitado por humanos. A bestialidade humana é inacreditável e pode estar debaixo do seu nariz, disfarçado, escondido dentro de uma máscara, escondendo o lado mais preconceituoso e bizarro de uma pessoa. Uma prova disso é a Deep Web. Leia mais sobre e veja que o mal encontrou um lugar comum para divulgar suas mazelas.

E juntar o medo com a ferramenta que revolucionou a comunicação poderia ser uma ótima ideia para um excelente filme de suspense. É, poderia, mas não foi o que aconteceu em Medo.Com. A história conta pessoas que morrem misteriosamente depois de acessar um site que transmite em tempo real um assassino torturando mulheres até a morte. No início, achei que se tratava de um serial killer, um jogo de gato e rato, envolvendo polícia, investigação, suspense, tudo que eu gosto. Mas depois apareceu um fantasma na jogada e fodeu com o filme. A união de um espírito vingativo utilizando a internet para se comunicar falhou. E essa história de espíritos canalizados foi usada de uma forma muito melhor em Vozes do Além (White Noise - 2005). Aliás, o enredo também lembra muito Ecos do Além (Stir of Echoes - 1999). Em Medo.Com a ligação dos personagens com o fato, os crimes, não rendeu. Foi frouxa, mal amarrada. E se o espírito queria ser ajudado, porque diabos ele matava as pessoas? Era do tipo ajude-me ou eu te mato? Aff, eu deixava ele se foder. Ora essa! Natasha McElhone, que interpreta uma agente de saúde que ajuda na investigação, até é bonita, mas falta-lhe expressão. Sua interpretação foi abaixo da crítica. E o diretor William Malone poderia ter evitado mais essa, depois do insosso A Casa da Colina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Dállia Negra - 2016 | Template feito por: Adorável Design | Imagens de ícones e imagem do cabeçalho por: Jaque Design