29/12/2012

Radio fantasma UVB-76 (Rússia)



UVB-76 é uma estação de rádio de ondas curtas, que geralmente transmite na frequência de 4625 kHz. É conhecida entre os ouvintes de rádio pelo apelido de The Buzzer. Ela possui um pequeno e monótono ? sinal, repetindo-se a uma taxa aproximada de 25 tons por minuto, durante 24 horas por dia. A estação tem sido observada desde cerca de 1982. Em raras ocasiões, o sinal de alarme é interrompido e uma transmissão de voz em russo ocorre. Apenas três ou quatro eventos desse tipo foram notados desde 1982.

A estação transmite um som vibrante, que dura 0,8 segundo, pausando por 1-1,3 segundos, e repetindo-se 21-34 vezes por minuto. Um minuto antes de cada hora, o tom de repetição é substituído por um tom contínuo, que continua por um minuto até que o tom de repetição volte a tocar. Entre as 07:00 e 07:50 GMT, a estação transmite com baixo consumo de energia, quando a manutenção do transmissor aparentemente ocorre. O som gerado pela estação, lembra um chiado igual ao de rádio acompanhado de um rápido barulho de um navio.
A UVB-76 era transmitida pelo menos desde 1982 como repetitivo "pip" de dois segundos, mudando para uma campainha no início de 1990. Ela foi alterada brevemente para um tom mais alto e de maior duração (cerca de 20 tons por minuto) em 16 de janeiro de 2003, embora o este som tenha sido revertido para o padrão de tom anterior.

Freqüentemente, conversas distantes e outros ruídos de fundo podem ser ouvidos pela estação: isso sugere que o dispositivo é movimentado por trás de um microfone ao vivo e constantemente aberto (em vez de uma gravação de som ou automatizada sendo alimentada através de equipamentos de reprodução) ou que um microfone pode ter sido ligado acidentalmente. Uma dessas ocasiões foi em 3 de novembro de 2001, quando uma conversa em russo foi ouvida: "Я - 143. Не получаю генератор ". "Идёт такая работа от аппаратной". ("Eu sou o 143º. Eu não recebo o oscilador (gerador). " "Isso é o que a sala de operações está emitindo." ou "Essas são as ordens de operações.")



Essas informações são da Wikipedia. A rádio fantasma é envolvida em mistério e conspiração desde que foi descoberta em 1982. E tudo aumentou ainda mais quando em uma das transmissões eles revelaram algumas coordenadas, e um grupo foi até Povarovo e encontrou a estação.
Eles entraram no que parece uma estação de rádio antiga e totalmente abandonada. Fotografáram muitas coisas, mas mesmo com o aparente abandono, algumas salas da estação estavam totalmente lacradas e continuam guardando mistérios da estação.
























Vale lembrar que mesmo abandonada(?), a estação continua transmitindo mensagens.
O que vocês acham? Dizem que é possível ouvir a rádio ao vivo neste link: http://uk3-pn.mixstream.net/8370.m3u
Leia Mais

27/12/2012

Curiosidades sobre o filme O Brinquedo Assassino (1988)



Um serial killer à beira da morte utiliza conhecimentos de vodu e incorpora sua alma em um boneco. Um menino inocente ganha o mesmo boneco de presente de sua mãe, e vê sua vida virar uma aterrorizante perseguição, já que a alma do assassino quer o corpo do menino para continuar sua vida.
Este é o primeiro filme da saga de Chucky, o brinquedo assassino. Um ícone do terror mundial, inovador para sua época e, hoje em dia, um clássico adorado e respeitado por todos os grandes nomes do cinema. Confira as curiosidades e detalhes sobre este filme. 


- O nome de Chucky, Charles Lee Ray, é um derivado dos assassinos famosos Charles Manson, Lee Harvey e James Earl Ray.

- Cada boneco “Good Guy” tinha 3 frases e nome próprio.


- O roteirista Don Mancini disse que o roteiro original deveria criar dúvida no público, durante boa parte do filme, sobre quem seria o assassino, Andy ou Chucky. Porém, era incrivelmente óbvio ser Chucky o verdadeiro assassino.

Don Mancini
- Um slogan promocional de cinema tinha uma frase que dizia “Quando as pessoas têm pesadelos, sonham com Freddy, mas quando Freddy tem pesadelos, sonha com Chucky.”

- Único filme em que Chucky não faz um gesto obseno com o dedo médio.



- Chucky, após esse primeiro filme, se converteu em um dos maiores assassinos da história do terror, ao lado de Freddy Krueger, Jason Voorhees e Michael Myers, segundo a maioria das críticas.

"Olá, eu sou Chucky. Serei seu amigo até o fim."

- Os movimentos de Chucky foram possíveis graças a 17 pequenos motores manejados por controle remoto por 3 pessoas. Um transmissor de comandos duplicava as expressões faciais do boneco e 4 comandos foram colocados nos lábios para ajustar com precisão cada palavra que tinha de ser pronunciada nos diálogos do filme. Duas pessoas controlavam os braços, outra as mãos, outra a cabeça e outra, que atuava como chefe da equipe, controlava o corpo e dirigia os outros.

- No total se criaram 9 bonecos do Chucky para o filme: um simples, um que ficava em pé, um que caminhava, duas marionetes utilizadas para conseguir movimentos rápidos e específicos (como sentar, morder e bater) e bonecos substituíveis que podiam ser jogados e submetidos a cenas mais duras.

Bastidores.

- O produtor David Kirschner quis fazer este filme partindo do roteiro original de Don Mancini porque quando era pequeno tinha medo das bonecas de sua irmã.

- Foi o único filme da série a ser lançado pela United Artists, pois, em 1990, os direitos do filme foram vendidos à Universal.

O boneco Chucky e o diretor Tom Holland, nos bastidores.

- O filme foi produzido com um orçamento estimado em nove mil dólares e obteve um faturamento total de US$ 33.244.684 nas bilheterias dos Estados Unidos e mais US$ 10.952.000 pelo mundo.


- Andy foi o único papel promissor do ator Alex Vincent. Em 1993 Vincent atuou no filme “My Famile Treasure” e desde então desapareceu dos cinemas. - O diretor Tom Holland e o ator Chris Sarandon (Detetive Mike Norris) já haviam trabalhado juntos anteriormente em outro filme de terror de sucesso, chamado “Fright Night” (no Brasil, A Hora do Espanto), no qual Sarandon faz o papel de um vampiro.

Chris Sarandon e Tom Holland, nos bastidores do filme.
- Na cena final, em que o boneco caminha em chamas, era impossível de ser feita com marionetes (os fiosiriam queimar), então foi chamado o dublê anão Ed Gale para vestir-se com uma roupa anti-chamas e caminhar pegando fogo.

- A Academy of Science Fiction, na categoria Fantasy Horror Films indicou, em 1989, "Brinquedo Assassino" para quatro prêmios, incluindo Melhor Filme de Horror, levando apenas o troféu de Melhor Atriz, para Catherine Hicks, que interpretou a mãe de Andy.


- O ator Brad Dourif que interpreta o assassino Charles Lee Ray, que incorpora no boneco, interpretou Grima Wormtongue (Grima Língua-de-cobra) do filme O Senhor dos Anéis: As Duas Torres. 

O momento em que o serial killer interpretado por Brad Dourif incorpora sua alma no boneco.
- Este é o filme que tem menos mortes no total, de toda a saga. São seis mortes, a primeira é a de Charles Lee Ray, quatro são feitas por Chucky e a morte número seis é a do próprio Chucky.

- O filme da saga em que há mais mortes é “A noiva de Chucky” com doze mortes. - No filme, Chucky nunca mata crianças, somente pessoas adultas.


- Seguido por Brinquedo Assassino 2 (1990), Brinquedo Assassino 3 (1992), A Noiva de Chucky (1997) e O Filho de Chucky (2004).

Leia Mais

25/12/2012

Mirin Dajo



Mirim Dajo foi um Faquir de origem holandesa que em suas viagens pela Índia aprendeu as técnicas do Faquirismo e impressionou o mundo com suas técnicas de analgesia e de domínio da mente sobre o corpo.

Grande especialista na área do ilusionismo referente ao Faquirismo, concretamente na Analgesia e Atoxina. No dia 31 de Maio de 1947, Mirin Dajo no Hospital de Zurique, perante aos médicos, com verificações radiográficas, deixou-se atravessar com um florete, de lado a lado, todo o corpo, inclusive o coração! Para ele era exibição corriqueira, e constam em fotografias, atravessando com estiletes o braço, as maçãs do rosto, a parte da frente do pescoço, a língua, etc.

E corria com um florete atravessando-lhe o fígado, ou os rins, ou o estômago. Trata-se de pura técnica, embora muito apurada. Bem superior a todos os charlatões do Curandeirismo com seus pretendidos médicos do ‘além’.

Mágicos concordaram que não era um truque, e uma médica sugeriu que Dajo teria criado fístulas atravessando todo seu corpo. O método consistiria em fincar esgrimas pouco a pouco, criando cicatrizes, e ao longo de anos e muita sorte, um canal mais seguro se formaria dentro de seu tórax. Como evidência de tal, a médica notou inúmeras cicatrizes nas costas de Dajo, que seriam indicação de tentativas frustradas de criar tais canais.

Ironias da vida: Mirin Dajo, em 11 de maio de 1948, ouviu uma voz que lhe mandava engolir um espinho enorme de metal. Dia 13 de maio foi internado para realizar a extração do espinho de seu corpo. Após uma cirurgia, ficou cerca de 10 dias num estado “hipnótico”, e morreu no hospital aos 36 anos. Autópsias realizadas posteriormente em seu corpo demonstraram que ele morreu por ruptura da artéria aorta.
Leia Mais

23/12/2012

A Verdadeira Identidade de Papai Noel


O Papai Noel ou Santa Clauss como é conhecido nos EUA, tem um passado muito distante, mais do que você pode imaginar.

Seu verdadeiro nome é Santo Nicolau ou Saint Nicholas, mais próximo do Santa Claus americano. 

Trata-se de um santo católico de 1700 anos, do terceiro século na Europa.
Nascido em Patera na Turquia, Nicholas foi o filho de uma família rica que sonhava em ter um menino, mas sua mãe tinha dificuldades em engravidar. Após o nascimento do menino, diz a tradição católica, a criança sempre foi cercada de milagres e graças especiais. Sua mãe o privava do leite mesmo nos dias do jejum cristão às quarta e sextas. 

Logo se tornou monge, padre e aos 30 anos Bispo em Mira. Se tornou conhecido por seu senso de justiça em proteger os inocentes. Quando sabia de uma família passando por necessidades, jogava moedas de ouro embrulhadas em algum pano, pela janela das casas; como as pessoas costumavam secar as meias nas janelas, as moedas acabavam caindo dentro das meias, vindo daí o costume dos presentes dentro das meias no natal...

Entregava presentes escondido e gostava de satisfazer os desejos das pessoas pobres.
No Concílio de Nicéia em 334, esbofeteou um bispo ariano por discordar da divindade de Jesus.

Morreu em 06 de Dezembro de 343 em Mira, e do seu túmulo escorria um líquido viscoso que curava enfermos e paralíticos. 

Tornou-se um Santo popular, embora nunca fosse canonizado oficialmente pela igreja católica; muito popular entre os comerciantes e marinheiros da idade média. Mas é padroeiro das crianças também, depois do relato de um milagre de ressuscitar 3 crianças que teriam sido esquartejadas, e depositadas em tonel de conservas, por um dono de pensão. Diz a tradição que São Nicolau apareceu na pensão e deu ordem para as crianças saírem do tonel, e verificou-se estarem vivas e intactas. Depois desse relato ser espalhado pela Europa antiga, o Bispo se tornou muito popular com as crianças.

Freiras francesas passaram a distribuir doces para as crianças no dia 6 de dezembro em comemoração ao dia do padroeiro. Em 1082 marinheiros italianos roubaram da capela de Mira o corpo do padroeiro e levaram para Bari na Itália, onde até hoje está o corpo e há comemorações anuais. Com a ajuda dos marinheiros italianos em difundir seus milagres durante as viagens, São Nicolau se tornou o santo mais conhecido da Europa. Na idade média havia mais igrejas e catedrais batizadas com o nome deste santo, do que de todos os apóstolos juntos!

Sua popularidade só era superada pelo menino Jesus e a virgem Maria.

Após isso foram inseridas em suas histórias e milagres outros elementos pagãos. A figura do deus alemão Voldan que voava pelo céu em uma biga, e observava se as pessoas eram boas ou más, foi mesclada a de São Nicolau; daí deriva o elemento da história de Santa Clauss, ou do Papai Noel, que voa em um trenó de renas e observa as crianças com um telescópio, fazendo uma lista das crianças boas e más.

A associação do Santa Clauss, ou São Nicolau ao natal foi feita a partir do hábito pagão de se presentear as pessoas no natal cristão. Inicialmente uma festa religiosa, os elementos pagãos foram sendo introduzidos com o passar do tempo e popularidade da festa. Outros elementos como a arvore e oferendas (presentes) debaixo dela, foram introduzidos. 

A partir daí a literatura e a mídia do século 19 foram associando vários outros elementos como os duendes, o pólo norte, as renas mágicas etc. Mas a figura do Bispo vestido do vermelho característico do vaticano permaneceu, com alguns detalhes pagãos acrescidos ao modelo da roupa. 

Ainda no século 19 as lojas americanas associaram essa imagem do velhinho que dava presentes, às vendas nas lojas, quase que obrigando os pais a manterem a tradição de se dar presentes as crianças – o vínculo comercial estava feito.

Em 1930 a Coca-Cola contratou um figurinista que desenhou o papai noel que você conhece: gordo, corado, com barbas brancas e muito alegre. O sucesso foi explosivo. Papai Noel ou Santo Nicolau, estava no mercado de tudo e de todos definitivamente...
Não pense que a figura de um santo católico, justamente em cima da figura do menino Jesus no natal, seja mera coincidência... as crianças não sabem mais quem foi Jesus, mas certamente sabem que é o Papai Noel. Só ignoram que isso é uma tradição católica reavivada no mais alto estilo capitalista.

Não há nada de cristão nesses símbolos ou costumes; papai Noel não se trata de cultura mas sim de tradição católica. Apesar de ter sido um bispo, Nicolau foi católico e seguia as tradições de sua igreja, da qual os protestantes e evangélicos se separaram. 

http://ivaircosta.blogspot.com.br
Leia Mais

20/12/2012

Apocalipse Maia 21/12/12 (Maia Apocalypse 2012)


É essa semana, É SEXTA-FEIRA. Dia 21 de Dezembro de 2012.
Acaba UM dos calendários Maias, que não tem só um calendário... E várias teorias, sem nenhuma palavra dos Maias, foram feitas prevendo o fim do mundo???

Nós já passamos por grandes "fins do mundo" como o Bug do milênio, e a assustadora profecia de Nostradamus em 1999.

No bug do milênio, empresas ganharam milhões vendendo geradores de energia, pq acreditava-se que a energia ia acabar, aviões iam cair e voltaríamos a idade da pedra...

O fim do mundo se define com uma palavra que vocês aqui conhecem bem... MEDO.

2012 está pior por causa da INTERNET. Com a internet a informação viaja mais rápido, e é incrível como pouca gente questiona o que se lê na internet.

Nesse post resolvi fazer o contrário. Não quero aumentar o medo, mas tentar diminuir. Gosto do Medo como diversão. 
O que acontece em 2012, é que como nos outros fins do mundo, existem várias pessoas se aproveitando de uma história para ganhar muito dinheiro. Então criam teorias e vendem seus "segredos para a salvação". Com a internet a histeria coletiva está grande, mas nesse documentário abaixo da Discovery você pode olhar bem como são várias pessoas querendo ganhar dinheiro, com várias teorias se contradizendo. E no final esses espertos ainda tem a cara de pau de afirmar de cara limpa pras cameras: ~ah, pode não acontecer...~


No Brasil o pânico está menor, mas tem bastante gente com MEDO... A pior coisa são caras como esse do documentário que vai saltar de uma montanha e incentiva pessoas a fazerem o mesmo...

Disso tudo, a única coisa que continua sendo certa é que, UM de vários calendários Maias vai acabar, assim como o nosso acaba todo dia 31 de Dezembro...
Leia Mais

18/12/2012

Brinquedinhos do Medooo !!!


A Cada Ano Que Passa,Podemos Notar Que As Diversões Da Garotada Tem Se Modificado Muito...
Mesmo Assim A Tecnologia Se Avança De Maneira Incomum.
abaixo Segue Uma Seqüencia De Brinquedos Que São Realmente :

DO TERROR.

Uma Garota Canibal



Um Condenado Na Cadeira Eletrica


E Um ''LOUCO'' Em Uma Camisa De Força..

 
Leia Mais

15/12/2012

Nicolas Flamel


Nicolas Flamel foi um alquimista francês que viveu entre os séculos XIII e XIV. No entanto, sua biografia é repleta de lacunas que dão vazão às inúmeras especulações. Sabe-se que nasceu na cidade francesa de Pontoise em 1330. No início de sua juventude, após a perda dos pais, foi à Paris trabalhar e casou-se com a viúva Perrenelle; mulher ligeiramente mais velha, dona de uma inteligência e astúcia ímpares.
A partir deste momento, até sua morte, os fatos da vida de Flamel se combinam com lendas e geram uma aura mística em torno de sua figura, mas que, no entanto, não se pode atribuir credibilidade sem antes uma pesquisa mais profunda e criteriosa.


A Iniciação

Seu contato com a alquimia se inicia em torno de 1370 quando, então aos quarenta anos de idade e proprietário de uma livraria, Flamel sonha com um anjo lhe entregando um livro misterioso. Pouco tempo depois, um homem desconhecido entra em sua livraria e oferece-lhe um antigo manuscrito. Flamel identificou aquele livro como o que lhe fora entregue pelo anjo durante o sonho e comprou-o imediatamente.
Segundo sua própria citação: "Quando faleceram meus pais tive que ganhar o pão escrevendo; naquele tempo adquiri um livro dourado, muito velho e volumoso. O livro compunha-se de três fascículos de sete folhas cada um e a sétima folha de cada um aparecia em branco. Na primeira folha via-se um báculo em torno do qual apareciam enroscadas duas serpentes; na segunda, uma cruz da qual pendia outra serpente e na sétima podia ver-se um deserto, no centro do qual brotavam formosas fontes; porém delas não saiam água senão serpentes que se arrastavam em todas as direções".
A iniciação é narrada pelo próprio Flamel com as seguintes palavras: "Todavia trabalhei uns três anos, até que finalmente encontrei o elixir (havia trabalhado 21 anos) que imediatamente se reconhece por seu forte odor. Primeiro o projetei sobre uma libra e meia de mercúrio e obtive desse modo igual quantidade de prata; isso ocorreu em minha casa, estando presente unicamente minha esposa Perenelle; mais tarde, atendo-me escrupulosamente a cada palavra de meu livro, projetei a pedra vermelha sobre uma quantidade quase igual de mercúrio na mesma casa e de novo estava presente minha esposa Perenelle. Realizei a obra por três vezes com a ajuda de Perenelle, pois como havia-me ajudado no trabalho, o entendia exatamente como eu"
Ainda sobre o enigmático escrito, Flamel cita que constava o método de transmutação de metais. Ilustrando esta técnica, havia a representação de dois recipientes e da Pedra Filosofal. Uma menção mais consistente, porém, tão misteriosa diz que "Um rosal florido no meio do jardim; no solo junto às rosas uma fonte da qual emanava água branquíssima, que logo a uma distância respeitável precipitava-se num abismo. Muitas pessoas cavavam ao longo de seu curso, com as mãos na terra, tratando de encontrar a fonte, porém não conseguiam êxito porque eram cegas; somente um foi capaz – ele encontrou a água".
Esta descrição pode representar alegoricamente a rosa como indicador da cristalização dos corpos solares e a fonte como a "fonte da água viva". Assim, a humanidade, mesmo tendo a fonte ao alcance, não possui discernimento para compreendê-la e acaba por desperdiçá-la. Desse modo, somente o "Iniciado" ou o "Desperto" teria lucidez para percebê-la e interpretá-la como um elemento essencial na composição alquímica.
Assim iniciam-se seus estudos baseado no conteúdo da obra. No entanto, sem possuir conhecimento necessário para interpretá-lo e decifrá-lo, não atinge um nível de conhecimento suficiente para prosseguir.


A peregrinação alquímica

Buscando orientação, Flamel produz cópias de alguns trechos e símbolos do misterioso livro e parte para a Espanha, em peregrinação ao sepulcro de São Thiago. Lá, com a ajuda de um sábio judeu conhecido por Mestre Canches, consegue decifrar algumas passagens e concluir que se tratava de textos e representações gráficas sobre Cabala e Alquimia, incluindo ainda uma fórmula para elaboração da Pedra Filosofal. Sendo, aparentemente, da autoria de Abraão – O Judeu.
Canches ainda tentou acompanhar Flamel de volta à França para dar continuidade aos trabalhos de tradução e interpretação do manuscrito. No entanto, devido à idade avançada e à saúde debilitada, faleceu antes de concluir a viagem.
O alquimista teria compreendido o sentido dos processos alquímicos, mas não havia elucidado totalmente as matérias componentes. O completo entendimento só foi possível com o auxílio de Perrenelle; fato que pode aludir à necessidade da presença feminina para o total desenvolvimento da técnica e obtenção da "Grande Obra".
Nos anos seguintes, desenvolve as técnicas de transmutação de metais em prata e ouro. Assim, torna-se possível dedicar-se às atividades filantrópicas como a construção de hospitais, abrigos e cemitérios nos quais, ocultos na ornamentação arquitetônica, encontram-se diversos símbolos alquímicos. Porém, não há registros de que, em momento algum, Flamel e Perrenelle tenham usado as técnicas aprendidas ou os resultados obtidos para benefício próprio.
Um fato interessante é que o alquimista, talvez motivado por uma certa vaidade, sempre que uma capela, hospital, cemitério ou abrigo fosse concluído, encomendava a um escultor que representasse sua figura em duas situações distintas: uma jovial e uma outra já com aparência envelhecida e debilitada. Essa duas esculturas eram postas em locais de destaque como parte da decoração.
Conta-se que Flamel e sua esposa Perrenelle, mesmo com o passar dos anos, desfrutavam de uma saúde surpreendentemente vigorosa. A este fato atribuí-se à supostas fórmulas (como o elixir da juventude) que teria desenvolvido. Flamel passou os últimos dias de sua vida fazendo anotações sobre alquimia. Faleceu em 22 de março de 1418 e sua lápide, que havia sido encomendada poucos dias antes, trazia esculpido um sol, uma chave e um livro, em mais uma referência à simbologia alquímica. Sua casa foi invadida e saqueada por populares e mercenários que buscavam metais nobres, jóias e as supostas poções da juventude e vida eterna.


Lendas e legado

Sua obra escrita também é bem rica. O Livro das figuras Hieroglíficas (1399), O Sumário Filosófico (1409) e Saltério Químico de 1414 são referências de seus estudos e práticas alquímicas ao longo dos anos. A Biblioteca Nacional, em Paris, contém manuscritos do próprio punho de Flamel; além de registros oficiais como sua certidão de casamento.
Uma espécie de testamento teria sido deixado por Flamel a um sobrinho. Este escrito contém inúmeras anotações feitas sobre os mistérios da alquimia, redigidas pelo próprio alquimista através de um alfabeto codificado com 96 letras, ao longo dos anos de estudo e prática. O Testamento de Nicolas Flamel foi compilado na França em meados do século XVIII e copiado por um escrivão de nome Father Pernetti, para ser "decodificado" posteriormente. Finalmente, publicado em Londres no início do século XIX.
Por outro lado, o manuscrito de Abraão teria sido dado por Flamel a um sobrinho de nome Perrier. Mas a história não faz referência nem traz registros ao sobrinho. Durante o reinado de Luis XIII, um jovem de nome Dubois, supostamente descendente de Flamel, tinha em seu poder um pó através do qual, na presença do próprio rei, convertia chumbo em ouro.
Dubois foi encaminhado a um interrogatório com o Cardeal Richelieu. Argumentando que possuía o pó, mas não saberia compreender os escritos de seu antepassado e tampouco reproduzir aquela substância, Dubois teve seus bens confiscados pela igreja e foi condenado à morte por suposta bruxaria. Entretanto, o manuscrito de Abraão teria sido encontrado em poder de Dubois e, após sua condenação, subtraído por Richelieu.
Conta-se que o Cardeal levou o livro para o Castelo de Rueil onde passou a estudá-lo por muitos anos sem atingir qualquer resultado. Após a morte de Richelieu, não houve mais nenhum registro ao paradeiro do velho manuscrito.
Nesta mesma época, o túmulo de Flamel teria sido violado por ladrões que se surpreenderam ao constatar que não havia um corpo ou tampouco vestígios de que um dia aquele túmulo havia sido ocupado. Este fato gerou o boato de que o alquimista nunca teria morrido. Em outra situação, durante o reinado de Luis XIX, um arqueólogo de nome Paul Lucas havia sido solicitado pelo próprio rei a pesquisar e colher documentos que poderiam contribuir com o desenvolvimento da ciência daquele tempo.
Durante sua pesquisa, de acordo a própria narrativa, Paul Lucas fora saqueado por ladrões que lhe destituíram todo o material acumulado. No entanto, emVoyage dans la Turquie publicado pelo próprio arqueólogo em 1719, conta que conheceu pessoalmente um "filósofo" que "aparentava não ter idade" e que fazia parte de um grupo de sete membros que vagavam pelo mundo em busca de sabedoria e que, a cada vinte anos, se reunia em um local diferente pré-determinado para trocar conhecimento. Naquela ocasião, o local era a cidade de Broussa, na Turquia.
Segundo Paul Lucas, o sábio citou que era possível ao homem viver mais de mil anos se possuísse o domínio sobre a Pedra Filosofal e o Elixir da Longa Vida. Ainda, citou que Nicolas Flamel e Abraão eram componentes daquele grupo.
De acordo com o arqueólogo, o sábio contou que Abraão havia ido à Paris encontrar um rabino que almejava atingir os estados elevados de conhecimento que o labor alquímico permitira. No entanto, antes de deixar a França, Abraão, de maneira desleal, foi morto pelo próprio rabino que, por sua vez, desejava a posse definitiva do livro. Pouco tempo depois o rabino foi condenado à morte e queimado. O livro de Abraão, misteriosamente, chegou às mãos de outro judeu que o vendeu à Flamel. Portanto, Flamel e Perrenelle ainda viviam e os respectivos funerais, realizados dois séculos antes, não eram mais que fraudes bem articuladas. Após a "morte", o casal partira para a Índia.


Flamel na História

Nicolas Flamel foi um alquimista medieval. Essa é a sentença que resume sua figura ao longo da história. Porém, como é possível compreender e concluir, Flamel foi também marido, foi um dedicado estudante dos enigmas da alquimia, um homem de coração nobre (e por vezes vaidoso) que aplicou seu conhecimento em benefício comum.
De qualquer forma, a imagem de "alquimista medieval" ainda é indissolúvel, tanto por sua obra quanto pelos séculos que a história solidificou sobre sua figura enigmática; e que, ainda hoje, é base de estudo, questionamento, divagações e admiração.
Leia Mais

12/12/2012

As 7 profecias Maia 2012 : Sétima profecia


A sétima profecia nos fala do momento em que o sistema solar, em seu giro cíclico, sai da noite para entrar no amanhecer da galáxia. Ela nos fala que nos 13 anos que vão desde 1999 até 2012, a luz emitida desde o centro da galáxia sincroniza todos os seres vivos e permite a eles concordar voluntariamente, com uma transformação interna, produzindo novas realidades e que todos os seres humanos têm a oportunidade de mudar e romper suas limitações através do pensamento.

 Os seres humanos que voluntariamente encontrarem seu estado de paz interior, elevando sua energia vital, levando sua freqüência de vibração interior do medo para o amor poderão captar e se expressar através do pensamento e com ele florescerá o novo sentido. A energia adicional do raio emitido por Runacku (centro da galáxia) activa o código genético de origem divina nos seres humanos que estejam em alta freqüência de vibração, este sentido ampliará a consciência de todos os seres humanos gerando uma nova realidade individual, colectiva e universal.


 Uma das maiores transformações ocorrerá em nível planetário, por que todos os homens conectados entre si como um só todo, dará nascimento a um novo ser na ordem galáctica. A reintegração das consciências individuais de milhões de seres humanos despertará uma nova consciência, na qual todos entenderão que fazem parte de um mesmo organismo gigantesco.

 A capacidade de ler o pensamento entre os humanos revolucionará totalmente a civilização, desaparecerão todos os limites, terminara a mentira para sempre porque ninguém poderá ocultar nada, começará uma época de transparência e de luz que não poderá ser ocultada por nenhuma violência ou emoção negativa. Desaparecerão as leis e controles externos como a policia e o exercito porque cada ser se fará responsável por seus actos, não será preciso implementar nenhum direito ou dever pela força. Será formado um governo mundial e harmónico com os seres mais sábios e evoluídos do planeta, não existirão fronteiras nem nacionalidades, terminarão os limites impostos pela propriedade privada e não será necessário dinheiro como maneira de intercâmbio, serão implementadas tecnologias para o controle da luz e da energia e com elas se transformará a matéria produzindo de maneira simples todo que for necessário dando um basta à pobreza para sempre.

 A excelência e o desenvolvimento espiritual serão o resultado de seres em harmonia que reduzam a actividade com o que vibram mais alto, ao agir assim eles expandirão sua compreensão sobre a ordem universal. Com a comunicação através do pensamento haverá um supersistema imunológico que eliminará as baixas vibrações do medo produzidas pelas enfermidades, prolongando cada vida dos humanos, a nova era não precisará da aprendizagem inversa, produzida pelas doenças e sofrimento que caracterizaram os últimos milhares de anos da história. Os serem humanos que consciente e voluntariamente encontrarem a paz interior entraram em uma nova época de aprendizagem procontraste harmônico, a comunicação e a reintegração farão com que as experiências e lembranças individuais e os conhecimentos adquiridos sejam disponíveis sem egoísmo para todos os outros, será como uma internet em nível mental que multiplicará exponencialmente a velocidade das descobertas e serão criadas sinergias nunca antes imaginadas, terminarão os julgamentos e os valores morais que mudam com o tempo, como a moda, entenderemos que todos os actos na vida são uma maneira de alcançar uma maior compreensão e harmonia. O respeito será o elemento fundamental da cultura, transformará o individuo e a comunidade e dará a humanidade à oportunidade de expandir-se pela galáxia.

 As manifestações artísticas, as ocupações estéticas e as actividades recreativas comunitárias ocuparão a mente do ser humano. Milhares de anos fundamentados na separação entre os homens que adoraram um deus que julga e castiga irão se transformar para sempre. O seu humano viverá a primavera galáctica, o florescimento de uma nova realidade baseada na reintegração com o planeta e com todos os seres humanos.

 Neste momento compreenderemos que somos parte de um único organismo gigantesco e iremos nos conectar com a terra, uns com os outros, com nosso sol e com a galáxia inteira. Todos os seres humanos entenderão que os reinos minerais, vegetais e animal e em toda a matéria espalhada pelo universo em todas as escalas, desde um átomo até uma galáxia são seres vivos com uma consciência evolutiva. A partir do sábado 22 de dezembro de 2012, todas as relações serão baseadas na tolerância e na flexibilidade, porque o homem sentirá os outros seres como parte de si mesmos.


Leia Mais

11/12/2012

As 7 profecias Maia 2012 : Sexta profecia


A Sexta profecia Maia fala que nos próximos anos aparecerá um cometa cuja trajetória colocará em perigo a própria existência do ser humano.

Os maias viam os cometas como agentes de mudanças que vinham para por em equilíbrio o movimento existente para que certas estruturas se transformem permitindo a evolução da consciência coletiva. Todas as coisas têm um lugar que lhes corresponde, todas as circunstancias, até mesmo as mais adversas, são perfeitas para gerar compreensão sobre a vida, para desenvolver a consciência sobre a criação. Por isso o ser humano está constantemente enfrentando situações inesperadas que geram sofrimento a ele, é um modo de conseguir que ele reflita sobre sua relação com o mundo e com os outros. Assim ao longo de muitas experiências em muitas vidas ele entenderá as leis naturais da razão e da criação.

Para os maias, Deus é a presença da vida em todas as formas e sua presença é infinita.

O cometa - Ajenjo como era chamado – de que fala a profecia foi também anunciado por varias religiões e culturas, por exemplo, na bíblia, no livro das revelações onde recebe o nome de “Absinto”, se o cometa aparecer é possível que sua trajetória o leve a se chocar com a Terra ou então que por meios físicos ou psíquicos conseguiremos desviar sua trajetória.

Os cometas sempre fizeram parte do sistema solar, milhares de resíduos atravessam, cruzam, vão e voltam, periodicamente e inclusive se chocam com os planetas que se movem sempre tranqüilos em suas órbitas regulares ao redor do sol.


A comunidade científica aceita que a 65 milhões de anos, no cretáceo terciário, um cometa caiu em Chicxulub, na península de Yucatan, no Atlântico. Causando a extinção dos dinossauros. Sua cratera com 180 km de diâmetro tem altas concentrações de Irídio – elemento muito raro na terra, mas, muito comum nos asteróides.

Associou-se o aparecimento de asteróides à momentos difíceis como a que coincidiu com a erupção do vulcão Vesúvio que destruiu Pompéia e Herculano no ano 79 d.c. ou com a queda do rei Harold por Guilherme, O Conquistador na Inglaterra e 1066 que foi registrada no Tapete de Beyeux; causaram pânico coletivo com o Halley em 1910, naquela época presumiu-se que a sua cauda era de gás venenoso (o cianureto) e foram vendidas milhares de pilulas para que as pessoas se protegessem dele. Foram também causadores de suicídios coletivos com os dos 39 membros da “Porta do Céu” em 1997, que acreditavam que o enorme cometa Hali-Bopp, com 40km de diâmetro vinha buscá-los.

Os cometas sempre geraram controvérsias, mas nunca tanta como em 1456 quando reapareceu o cometa Halley que foi considerado como um agente do diabo e deveria ser expulso do céu, sendo excomungado pelo Papa Calípso III.

Foi Isaac Newton que descobriu que a gravidade mantêm os planetas girando em órbitas definidas em torno do sol e Edmond Halley, seu contemporâneo, utilizou esses cálculos para determinar as órbitas dos cometas, anunciando que a cada 76 anos o cometa Halley regressaria. Por esse motivo ele leva seu nome.


Os cometas também causaram desastres regionais como na Sibéria, sobre a rio Tungeska, em asteróide de aproximadamente 50m de diâmetro explodiu no ar em 1908, destruindo instantaneamente 2km de um bosque totalmente denso.

Alguns aproximaram-se bastante da terra como o comenta Iras-araque-aukoque, aproximou-se a 6 milhões de km da terra e poderia ter causado um dano maior do que se explodissem, simultaneamente, todas as bombas atômicas existentes.

Os maias sempre estudaram e registraram os eventos do céu, seu alerta for prevenir os seres humanos do perigo de não conhecerem as órbitas e os períodos de grandes resíduos que se cruzam com a trajetória da terra. Eles sabiam que para o homem moderno, descobrir com antecedência em asteróides tão grandes que pudessem causar sua extinção e então desviá-lo seria uma das maiores façanhas da historia humana e o fato crucial que nos uniria como espécie.

Antigamente a esfera celeste era o domínio dos deuses, com o aparecimento inesperado de um objeto desconhecido que dominava a noite era motivo de medo e misticismo, por isso os maias construíram observatórios dedicados a estudar os fenômenos, eles queriam entender seus movimentos imprevisíveis no céu especialmente depois de terem estabelecido as posições dos planetas e das estrelas.

O perigo eminente nos obrigaria a construir um nível de cooperação mundial, a estabelecer um sistema de comando e controle acima dos paises e uma estrutura de comunicação mundial, seria a única maneira pela qual os paises abririam mão de sua soberania a um pais como as nações unidas, dando origem a um governo mundial para o bem comum.

Seria um caminho para aprender a transcender a separação que é a base de nossa sociedade.


Leia Mais

10/12/2012

As 7 profecias Maia 2012 : Quinta profecia


A Quinta profecia diz que todos os sistemas baseados no medo sob as quais está fundamentada a nossa civilização se transformarão simultaneamente com o planeta e com o ser humano, dando lugar a uma nova realidade de harmonia.

O ser humano está convencido de que o universo existe so para ele, que a humanidade é única expressão de vida inteligente e por isso age como depredadora de tudo que existe. 

 Os sistemas falharão para que o ser humano enfrente-se a si mesmo para que ele veja a necessidade de reorganizar a sociedade e continuar no caminho da evolução que nos levará a entender a criação. 


 Neste momento, praticamente todas a economias do mundo estão em crise, e foi desencadeada uma onda especulativa em todas as partes. 

 Em apenas 1 dia, 1 trilhão de dólares muda de mãos nos mercados financeiros internacionais. 15% de queda nos mercados fazem desaparecer o equivalente a uma riqueza anula de todas as fabricas dos E.U.A juntas. 

 Desde 1995, a economia mundial não é mais dominada pelo intercambio de automóveis, aço, trigo e outros bens e artigos reais, mas pelo intercambio de dividas, ações e títulos de credito, isto que dizer, de riqueza virtual com a qual é muito fácil especular. 

 A síndrome do cartão de credito tornou-se um mal comum, o ser humano assume uma divida superior ao que ganha pondo sua economia pessoal na corda bamba, isso se reflete em todos nos níveis.

 A especulação em torno do capital financeiro levou a uma situação econômica mais delicada que a de 1929, antes da queda da bolsa de valores em 1930. 

 Quase todas as economias do mundo então com problemas, especulações financeiras e os salva-vidas do governo com dinheiro de bancos que estão à beira da falência, dificultam ainda mais todo esse processo. 

 Existem então situações de alto risco no sistema econômico, e no sistema de controle de informações e se a isso se acrescentarmos o aumento na atividade do sol que pode causar danos irreparáveis nos satélites, a situação se complica. 

 Com as labaredas solares, recebemos uma dose incomum de raios ultravioleta que expandem a atmosfera superior diminuindo a pressão que existe sobre os satélites que estão a baixas altitudes. Isso fará com que ele diminuam a sua órbita para outra muito mais rápida e perderemos assim o contato temporal com eles - na melhor da hipóteses- e serão interrompidas todas as comunicações por satélite no planeta, também pode acontecer que os 19.000 objetos que transitam na órbita da terra ao receber a dose alta de eletromagnetismo do sol tenham seus componentes eletrônicas danificados e deixem de funcionar para sempre.  

Ao afetar-se a ionosfera, pela emissão de raios solares, produzem-se alterações em todas as comunicações de radio e televisão, porque é nesta camada que são transmitidas e refletidas as diferentes freqüências. 

Portanto, a economia e a comunicação são sistemas frágeis e interconectados com todos os outros. A rede elétrica é especialmente sensível às labaredas solares, como ocorreu durante 9hs em todo o Quebec em 1989. 

O sistema de eletricidade é a coluna vertebral de nossas sociedades contemporâneas, se um falhar, falharão um atrás do outro como pedras de dominó derrubando consecutivamente todos os sistemas. Dizem que um sistema é tão forte quanto o mais fraco de seus componentes ou elos.  

Imaginemos como reagiria a nossa sociedade à todos esses acontecimentos simultâneos. A comida ficaria escassa; as comunicações seriam impossíveis; a trafego enlouqueceria em todas as cidades, a economia ficaria paralisada; a maioria de nós perderia o juízo e teria inicio a uma desordem civil que pela quantidade de pessoas envolvidas ultrapassaria as expectativas e os controles civis e militares do governo. Essa situação de descontrole total modificaria para sempre todos os sistemas da sociedade. 

 Os sistemas religiosos baseados em um Deus que infunde medo também entrariam em crise. Surgiria um único caminho espiritual comum a toda a humanidade que terminará com todos os limites estabelecidos entre as diferentes formas de ver Deus. 

O novo dia galáctico é anunciado por todas as religiões e cultos como uma época de luz, paz e harmonia para toda a humanidade. É claro então que tudo que não produza este resultado deve desaparecer ou transformar-se, a nova época de luz não pode ter uma humanidade baseada na economia militar de imposição de verdades pela força.

Leia Mais

08/12/2012

As 7 profecias Maia 2012 : Quarta profecia


A quarta profecia Maia diz que o aquecimento do planeta, causado pela conduta antiecológica do ser humano e por uma maior atividade do sol, causará o derretimento do gelo dos pólos. Se o sol aumentar seus níveis de atividade acima do normal haverá uma maior produção de ventos solares, mais erupções maciças desde a coroa do sol, um aumento na irradiação e um incremento na temperatura do planeta.
Os Maias se basearam no giro de 584 dias do planeta Vênus para efetuar seus cálculos solares. Vênus é um planeta facilmente visto no céu, pois sua órbita está entre a terra e o sol.

Eles deixaram registrado em seu “dresden codex” que a cada 117 giros de Vênus marcado a cada vez que o planeta aparece no mesmo ponto no céu, o sol sofre fortes alterações e aparece grandes manchas ou erupções do vento solar, advertiram q a cada 1.872.000 kines, ou seja, 5.125 anos são produzidos alterações ainda maiores e que quando isto ocorrer o ser humano dever estar alerta, é o presságio de destruição e mudanças.

No “Códicedrede” também figura o numero 1.366.560 kines que tem a diferença de 1 katun (20 anos) como um numero que aparece no Templo da Cruz.

No Tempo da Cruz, em Palenque está entalhado o numero 1.359.540 kines, a diferença que ele tem anotado no “Códicedresden”é de 20 anos ou 1 katun, é um período de tempo que eles chamavam de “Tempo do não-tempo” e é o que estamos vivendo desde 1992. As mudanças da atividade do sol serão maiores posto que as proteções que temos em todo o planeta estão ficando mais fracas.

O escudo eletromagnético que temos que nos protege está diminuindo em sua intensidade. A produção de ozônio na ionosfera que impedia a chegada dos raios ultravioletas a terra diminuiu e já apareceram alguns buracos enormes sobre os pólos permitindo a chegada dos raios do sol à superfície do planeta.


A atividade do ser humano está alterando a composição da atmosfera. O chamado “efeito estufa” que impede a saída do calor e aumenta a temperatura. Todos os fenômenos ao ocorrer simultaneamente produzirão modificações no clima e um aumento da temperatura nos mares e derreterá mais rapidamente o gelo nas calotas polares. Isso causará aumento do nível dos mares produzindo inundações nas terras costeiras, modificação morfológica dos continentes onde vivemos.

Os Maias previram que esta seria a forma como o planeta s limparia e teria muitas áreas verdes por todas as partes, o aumento da temperatura já começou, relatórios científicos de diversas fontes confirmam, estudos realizados oea Universidade de Colorado concluem que as geleiras e picos nevados de todo o mundo estão diminuindo seu volume notavelmente, como resultado do aumento geral da temperatura do planeta.

O maior pico nevado na áfrica, o monte Kenia, perdeu 92% de seu massa, os picos nevados do monte Quili-manjar sofreram redução de 73%, na Espanha e, 1980 havia 27 picos nevados, esse número foi reduzido para 13. Nos Alpes europeus e no Cáucaso na Rússia diminuíram 50%.

Na Nova Zelândia e nos montes entre a Rússia e na China houve redução de 26%, os cálculos preliminares dos estudos dizem que se as mudanças continuaram no mesmo rítimo em 50 anos não haverá picos nevados em nenhuma parte do mundo.

Na Antártida a situação é ainda mais grave, o pico está se derretendo a partir do centro e não a partir das bordas. É sabido que quando um lago gelado começa a derreter ele sempre o faz a partir de seu centro. A temperatura na Antártida aumentou 2,5°C nos últimos 25 anos e está aparecendo vegetação em locais onde antes não havia nada mais do que gelo.

Mais de 50% da população mundial vive perto do mar, por isso milhões de pessoas serão afetadas e deslocadas de seus lares. 1998 estabeleceu recordes de altas temperaturas, que ficaram dentre as mais altas dos últimos 600 anos. No entanto um aumento da temperatura como este que vem ocorrendo não muda rapidamente os níveis de água em todo o planeta, será um processo que levará vários anos.

A única coisa que poderia mudá-los seria uma mudança súbita na posição da crosta terrestre sobre seu núcleo central. Isso já ocorreu varias vezes no planeta ao mudar a posição dos pólos.

Sabemos que muitas coisas que não queremos que aconteçam e que causam grandes tragédias, acabam acontecendo.

Devemos nos concentrar em produzir resultados positivos de nossas ações e ao mesmo tempo crescer com as dificuldades que encontramos. Devemos assumir a vida e tomar as decisões de maneira consciente, devemos abrir os olhos às possibilidades que possam nos trazer e mundo em que todos culpam os outros pelo que acontece.

Todas as profecias procuram uma mudança na mente humana, pois o universo está gerando todos esses processos para que a humanidade se expanda pela galáxia compreendendo sua integridade fundamental com tudo que existe.


Leia Mais

© Dállia Negra - 2016 | Template feito por: Adorável Design | Imagens de ícones e imagem do cabeçalho por: Jaque Design