10/02/2013

Carnaval - O Grande Culto ao Diabo !?


“ Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. “
Gálatas 5.19-21 

            Chegamos ao Carnaval. A festa por todos conhecida com a “Festa da Carne “ e tão esperada em todas as partes do mundo, notadamente no Brasil, que já ostenta uma imagem propícia para o sucesso de tal festa desde o seu Descobrimento quando ao aportarem por aqui o que primeiramente chamou a atenção dos portugueses foram os corpos nus de nossos índios e... índias.

Mas o que muitos sabem e mesmo assim aceitam e participam, e outros tantos, inclusive dentre os nossos, evangélicos, que são “seduzidos “ com a atmosfera de sensualismo, é que o carnaval não é nada novo e sim um  GRANDE  CULTO  ANUAL  AO  DIABO que remonta a cerca de 3.500 anos de existência.


Sua origem está no Culto a Dionísio, deus grego da vindima, ou colheita, era o deus da fertilidade das plantações, era adorado para que “ele “enviasse chuva e a chuva era tida como o seu  “sêmen “, que era enviado para fertilizar a terra, mais tarde Dionísio foi adotado pelos romanos e batizado com o nome de Baco, vale ressaltar que após ser elevado ao posto de deus da vindima, imagens de Dionísio foram feitas para serem adoradas e, vejam só...   esta tinha rosto de homem, mas com chifres, além de barbicha e pés de bode e seu olhar estava sempre com um “ar de embriagado “... alguma semelhança percebida ? O culto, por sua vez, seguia os padrões dos antigos cultos pagãos a Baal, Astarote, Dagon e Moloque, estes fartamente expostos na Bíblia.
            

Percebam a identidade de tais cultos com o carnaval... o culto a Dionísio ou Baco, era regado a bebidas fortes e a embriaguês de seus adoradores se evidenciava nas orgias em ter homens e mulheres, mulheres e mulheres e homens e homens ( Paulo descreve tal abominação em Rm 1.26-29 ), muita música e ainda se evidenciava na inversão dos valores sociais e naturais, como a descaracterização do pobre que se travestia de rico, do rico que se travestia de pobre, da mulher que se travestia de homem e homem de mulher. Tal culto em Roma iniciava-se com a permissão de que durante 3 dias em determinado mês do ano as mulheres poderiam sair às ruas em grupos para trair os seu maridos, o que logo levou os maridos a fazerem o mesmo...
           

 Mas, a alguns séculos antes, alguns deuses pagãos  já eram reverenciados, praticamente, da mesma forma... Baal, por exemplo, apesar de ser também o deus da colheita, foi o  verdadeiro pai da lascívia e luxúria, pois, segundo a lenda, tinha sua irmã como amante e matou seu próprio pai e desposou a mãe... um      “ vale-tudo “ em matéria de perversão. Suas festas eram invariavelmente regadas a muita música, bebida e prostituição de várias formas,  notadamente as sodomitas.
           



 Assim como no culto a Baal, o culto a Moloque, além de todos estes pormenores, também tinha sacrifícios humanos, em grande parte de crianças que eram entregues pelos próprios pais para “ adorar a Moloque e abrilhantar a festa “, para estes era uma honra entregar seus filhos em sacrifício...
           

 Também podemos citar o deus Dagom dos filisteus que tem as mesmas características dos demais, semelhanças e bizarrices: orgias sexuais, música estrondosa, bebida forte e em abundância e sacrifício humano...
           

 À semelhança de tais cultos antiguíssimos, nos dias de hoje temos o CARNAVAL, ou a Festa da Carne, que, em contraposição ao que a “ história oficial “ ( para mim oficiosa ) possa ensinar é a festa onde vale a carne... ( “ carne vale “, de onde vem o nome carnaval ).
            

Pensemos... quem é o maior alvo do diabo ? O homem... sim o homem, a carne, a carne que o Deus Altíssimo criou para adorá-lo. Este é o alvo principal de diabo, ou seja, baal, moloque, dagom, como queiram chamá-lo... é evidente o culto ao diabo aos moldes dos cultos a estes supostos deuses, no carnaval existe a sexualidade aflorada acima de todos os limites humanos possíveis, desde a prostituição, passando pelo sodomismo e homossexualidade,  até a exposição dos corpos nus de homens e mulheres, como num enorme açougue à escolha do freguês... não há inocentes nesta festa, todos vão para se expor e se vender... as músicas são verdadeiros “ louvores “ a deuses e entidades, não há uma só que não invoque a pelo menos um... a bebedeira nestes dias também é acima de qualquer normalidade, pois a quantidade de homens e mulheres perambulantes pelas ruas ou num verdadeiro “ coma alcoólico “ nas sarjetas e calçadas são um convite às demais atrocidades do momento: estupros, roubos, violência e ... assassinatos ...
           


Falando em assassinatos, o crescimento de mortes nestes dias supera o de qualquer sacrifício feito naqueles tempos... quantas pessoas são “sacrificadas “ nestes dias ?  Quantas perdem suas vidas com as “desculpas “ de crimes passionais... assaltos... bebedices ... estupros... Além disso, quantos jovens perdem, além de suas vidas, sua virgindade, sua moral... quantos se enveredam pelos caminhos das drogas... quantos se “ iniciam “ na prostituição e na marginalidade....


            Na “ Quarta-feira de cinzas “ é que se contabiliza o tamanho deste culto... tenho certeza de que este nome foi dado porque somente resta as cinzas dos homens que dela participaram... após este dia conta-se quantos morreram, quantos se tornaram viciados, quantos se prostituíram, quantos lares foram desfeitos, quantos filhos abandonados... uma verdadeira festa para baal... moloque... dagom, enfim ... o diabo...
           

 Faça um teste você mesmo... feche os seus olhos e tente visualizar estes cultos e depois assista os jornais da televisão ou leia os jornais escritos... observe os comentários daqueles que participaram... vá anotando e depois me diga... é ou não é um grande culto a satanás ?

                                     Pastor Luiz Tamburro

2 comentários:

  1. OTIMO POST MINNA MUITO SHOW EU TAMBEM ODEIO O CARNAVAL E JA ERA HORA DE ALGUEM FALAR UM POUCO DE VERDADE DESSA FESTA DEMONIACA

    ResponderExcluir
  2. O post está ótimo, realmente. Mas, por favor, dê uma melhor filtrada na ortografia. Isso deixa a leitura menos desgastante.

    ResponderExcluir

© Dállia Negra - 2016 | Template feito por: Adorável Design | Imagens de ícones e imagem do cabeçalho por: Jaque Design