Seres Míticos

[Seres Míticos][bleft]

Lendas

[Lendas][bsummary]

Personagens Ocultistas

[Personagens Ocultistas][twocolumns]

Krishna


Krishna é a oitava existência terrena de Vishnu, a divindade responsável pela manutenção do Cosmos. Ele é a reencarnação sagrada mais amada dos indianos, para quem foram edificados inúmeros santuários e a quem se dedica um número incalculável de seguidores. É a maior divindade não ariana nas crenças indianas.

Ele é geralmente representado sob a forma de um pastor que adora tocar flauta, seduzindo todos os seres vivos. Simultaneamente ele é retratado no Mahabharata como o mestre que orienta seu discípulo Arjuna na batalha de Kurukshetra, travada entre o Bem e o Mal, entre os Kauravas e seus primos Pandarvas, encabeçados por este aprendiz de Krishna. Dono de uma beleza física sem igual, ele veio à Terra para combater as sombras, há pelo menos 5000 anos, trazendo consigo mensagens de amor.

Este avatar nasceu em Mathura, na prisão, pois sua família era mantida prisioneira por um ser demoníaco que se fazia passar pelo rei Ugrasena. Este fora derrotado pelo demônio, o qual enganara sua esposa e a levara a gerar Kamsa; este, ao crescer, roubou o trono de seu pai e aprisionou sua irmã Devaki, filha do soberano atraiçoado, a qual viria a ser a mãe de Krishna, e seu marido Vasudeva.

Kamsa ouve uma voz que lhe alerta, revelando-lhe que o oitavo filho deste casal o destruiria; ele detém a irmã e o cunhado, mata sete de suas crianças, mas Krishna escapa da maldição, para mais tarde cumprir sua missão. Graças a seu pai, foi entregue a outra família, pela qual foi criado humildemente, pastoreando vacas.

Posteriormente ele torna-se o preferido das garotas e chega a se transformar em vários seres para poder atender a todas elas ao mesmo tempo. Sua escolhida, porém, é Radha. Posteriormente ele assume o reinado da cidade de Dwaraka, que tem o sentido de ‘Porta Pequena’, e conquista um significativo destaque no Mahabharata, ancestral livro sagrado da Índia, no qual é representado como um ser sagrado que participou de eventos que mudaram o rumo de toda a trajetória histórica do Oriente.

Embora ele tenha trazido em sua bagagem os ensinamentos divinos, foi repelido pelos homens e incompreendido em sua forma humana. Até mesmo seu seguidor dileto, Arjuna, teve dificuldades para entender o potencial divino existente no interior de Krishna, pois não podia aceitar que na forma humana houvesse alguma semente da divindade. Ele teve que assumir sua essência divina para que o amigo acreditasse nele e o obedecesse, lutando contra seus primos, símbolos das forças das trevas.

Krishna foi conhecido sob vários nomes, dos quais alguns mais populares são Govinda, Syamasundar ou Gopala, o preservador das vacas. Além de sua intensa beleza, ele também atraía as pessoas pela sua energia insuperável e sua grande fortuna. Suas lições foram para sempre gravadas nas páginas do Bhagavad Gita, que contém incontestavelmente todo o saber dos Vedas.

Fontes
http://www.bahai.org.br/religiao/Krishna.htm
http://www.minuto.poetico.nom.br/hinduismo07.php

Nenhum comentário: