16/03/2017

Beelitz-Heilstätten, hospital Abandonado


"Camas enferrujadas, edifícios cobertos de hera, corredores vazios, paredes cobertas de graffiti e a pintura descascando lentamente é o que resta de um gigantesco hospital, que uma vez foi tratado o líder nazista Adolf Hitler, depois que foi abandonado com a queda da Alemanha Oriental.

 O Beelitz-Heilstätten, é um complexo de tratamento no sudoeste da capital alemã, construído no final do século XIX para ajudar a reabilitar o número crescente de pacientes com tuberculose na cidade de Berlim em expansão.
Durante a grande guerra, Beelitz-Heilstätten - ou sanatório Beelitz - foi transformado em um hospital militar e foi onde um jovem Adolf Hitler foi tratado de uma lesão na coxa, adquirida durante a batalha de Somme.

Beelitz-Heilstätten foi construído entre 1898 e 1930 depois de uma iniciativa do Instituto de seguro nacional Alemão ao descobrir que a proximidade a Berlim em combinação com o ar puro do campo fariam com que o local fosse ideal para um sanatório.

Partes do complexo foram transformados em um hospital militar do Exército Imperial Alemão quando a I Guerra Mundial eclodiu e foi onde Adolf Hitler foi enviado para recuperar de seus ferimentos de guerra em 1916.

O complexo não tinha apenas instalações de tratamento, mas funcionava como uma pequena aldeia e tinha um açougue, um posto de correios, um restaurante, uma padaria e também sua própria estação de força que era tão poderosa que a neve nunca assentava no chão de Beelitz-Heilstätten.

Embora a crise econômica após a guerra viu muitas enfermarias fecharem, Beelitz-Heilstätten foi considerado uma vanguarda  global no tratamento da tuberculose.

Durante a Segunda Guerra Mundial vários edifícios foram bombardeados pelas forças aliadas e em 1945 foi ocupada por forças soviéticas e permaneceu um hospital militar soviético, mesmo depois da união das Alemanhas em 1990.
Hitler não era o único ditador à se recuperar em Beelitz-Heilstätten. Em 1990 o líder da RDA,v Erich Honecker recebeu tratamento para um câncer de fígado e depois ele foi deposto após a queda da Alemanha Oriental, Honcker usou o Beelitz-Heilstätten como seu ponto de partida para o seu voo à Rússia para escapar da acusação.

O exército soviético se retirou em 1995, depois que várias tentativas foram feitas para privatizar Beelitz - Heilstätten, sem sucesso.
Seções do hospital permaneceram abertas após os militares deixarem o lugar e foram usadas como um centro de reabilitação neurológica para ajudar quem sofre da doença de Parkinson.

Finalmente, em 2000, as últimas operações em Beelitz Heilstätten foram fechadas e o complexo foi completamente abandonado.
Exploradores urbanos descrevem o complexo como 'fácil de entrar' e muitos ficam perplexos pela facilidade de acesso e o fato de que nenhuma entrada é protegida e apenas algumas são tapadas.

Seu ar de 'cidade fantasma' chamou a atenção além daqueles que procuram explorar os seus jardins e Beelitz-Heilstätten foi usado como set de filmagem para o vencedor do Oscar O pianista e o filme de 2008 estrelado por Tom Cruise Operação Valkiria."

http://www.megacurioso.com.br











Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Dállia Negra - 2016 | Template feito por: Adorável Design | Imagens de ícones e imagem do cabeçalho por: Jaque Design